terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Manoel poderia ter sido lembrado

As primeiras partidas do Atlético Paranaense no Brasileiro foram preocupantes.
O time se posicionava defensivamente e ainda assim oferecia tanto espaço que, confesso, cheguei a imaginar que o Furacão fosse sofrer na luta contra o rebaixamento.
O tempo passou, o comando técnico mudou e o time cresceu.
Cresceu tanto que quase pegou uma das vagas para a Libertadores.
Carpegiani e Sérgio Soares foram responsáveis, mas Manoel também foi.
O zagueiro se mostrou seguro, rápido e, quando foi ataque, também foi destaque.
Na eleição dos melhores do Brasileiro o nome dele não estava, mas deveria estar.
Miranda, que quem acompanhou de perto sabe que não esteve bem, levou prêmio e Manoel nem foi citado.
Não sou melhor que ninguém, no entanto, não posso negar o que meuas olhos viram:
Manoel foi bem e é muito bom zagueiro.

3 comentários:

Saulo disse...

A grande maioria ñ acreditava no Atl/PR e quase conseguiu a Libertadores. A mesma coisa foi com o meu Botafogo.

BLOG DO TERRINHA.blogspot.com disse...

Mário "Mala"
- como o pai do Fahel disse uma vez no Panorama Esportivo -

concordo com você e acrescento que o Rodholfo também merecia ter sido lembrado, pelo belo campeonato que fez. Ambos jogaram muito mais que Miranda, Chicão e outros mais.

HIGOR TERRA - GV

Igor sausmikat disse...

Concerteza,sem dúvida nenhuma!Aliás na minha seleção Mário,botei Manoel e Rodolpho como minha dupla de zaga.Só que aí é que tá o problema,todos só estão preocupados em ver os grandes centros e pra muitos até o Atlético PR fica como time pequeno sendo que não é de fato.
Abraço Mário!
Igor Sausmikat
meu blog:http://igoresportes.blogspot.com/ e no twitter(único twitter por enquanto já q tirei meu pessoal)é @blogdoigor05