quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Marcelo Oliveira no lugar de Ney Franco

Marcelo Oliveira segurou um sufoco imenso em 2008.
O que era para ser o ano de comemoração e de festas do centenário do Atlético se tornou um ano de muita confusão, dívidas e muitos sustos.
Sobrou para quem? Sobrou para Marcelo Oliveira.
Ele, que era técnico do Júnior, assumiu a equipe principal e encarou a tarefa de livrar o time do rebaixamento.
O cenário só complicava a vida de Marcelo.
O presidente brigou com a torcida.
A torcida parou de ir ao estádio.
O presidente foi retirado do cargo.
Os salários não eram pagos.
O time não pontuava.
Os jogadores não gostavam do ambiente.
O Conselho deliberativo se afasta.
Um ex-presidente decide assumir.
O ex-presidente faz a opção pelo patrulhamento.
E, ainda assim, Marcelo Oliveira conseguiu fazer o time jogar.
O ápice foi a vitória sobre o Flamengo, no Maracanã, por 3 a 0.
Agora Marcelo Oliveira assume mais um desafio em sua carreira.
Com jeito simples e fala mansa, Marcelo foi anunciado como futuro técnico do Coritiba.
Ele entra e sai Ney Franco.
Os estilos são parecidos.
Ambos se doaram nas categorias de base e ambos gostam de analisar seus adversários.
Marcelo faz bem ao futebol.

Um comentário:

Douglas disse...

Sorte ao Marcelo, é um cidadão sério e competente! A única pena é ele ter deixado nosso Galo!