segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Coritiba dá exemplo de vida inteligente no futebol

Normalmente o início do ano é marcado pelo "mais do mesmo".
Os clubes recebem os jogadores e a imprensa faz as fotos e as entrevistas.
O Coritiba mostra que é possível trabalhar a ideia de clube e sai do comum.
Hoje, em um grande restaurante da capital paranaense, os jogadores do elenco serão apresentados pelos funcionários.
Marcos Aurélio pode ser apresentado pelo cortador de grama.
O jovem Wilson Júnior pode ser apresentado pelo roupeiro.
A iniciativa trabalha algo que não tem preço: a união do clube.
Quando o faxineiro é valorizado, a instituição é valorizada.
Talvez por ter vivido o drama de ver o Couto Pereira fechado e por lutar para subir, o Coxa, com a marca do sofrimento, mostra que é possível ter vida inteligente no futebol.
Parabéns, Coxa!

2 comentários:

João Ricardo disse...

Boa ideia, mesmo, Marra. Não sabia, valeu. Abs, feliz 2011.
João Ricardo

Renato Rodrigues disse...

Todo mundo só quer saber do futebol e esquecem que não existem apenas 11 jogadores dentro de campo, os reservas e uma comissão técnica.

Várias pessoas trabalham em um clube para que as coisas aconteçam.

O Coritiba está realmente de parabéns !!!