terça-feira, 10 de novembro de 2009

Há vida sem Kléber

Hoje o atacante Kleber correu, bateu a gol e, tudo indica, que pode ser liberado em breve. A notícia traria muita alegria e hoje traz apreensão. É inegável que o atacante (que nunca chamei de gladiador) acrescentaria tecnicamente, atrairia a atenção dos zagueiros e ofereceria mais uma opção ao treinador. Por outro lado, aquela postura de ser o melhor, jogar em função dele e de apenas cercar não dar o primeiro combate não interessa mais. O tempo passou e os companheiros têm se doado mais. Repito: tecnicamente é impossível abrir mão dele. Entretanto, é necessário fazê-lo ver que o time respirou e até fez uma campanha superior sem ele.

3 comentários:

Viviane disse...

Kléber é um patrimônio do Cruzeiro, não dá para queimá-lo. Penso que a torcida deve ter paciência, ele ainda é um bom jogador, inclusive, tecnicamente, melhor que Wellington e Thiago.

É hora de deixar as vaidades de lado e pensar apenas no Cruzeiro.

Anônimo disse...

Acredito que será uma atitude precipitada caso Kléber volte a ser titular nas duas últimas partidas do Brasileirão, pois também estará sem ritmo, e vai que o meu CRUZEIRÃO não classifique para a LA2010, vão jogar a culpa nele, e vai que ele machuca denovo, mais dor de cabeça. Acho melhor ele entrar no 2º tempo desses jogos, caso esteja recuperado, e poupá-lo para estar 100% para a LA2010 e MINEIRO2010, competições do 1º semestre.

Calma kléber, já que você não quer ficar no MEU CRUZEIRÃO, trate de torcer para a classificação e jogar muito, mas muito mesmo na LA2010, ai quem sabe aparece alguem com dinheiro suficiente para te levar embora.

Gomezito disse...

Mário, vamo direto ao assunto...
Vende logo. Barca furada. Ruim de vestiário. Tem que limpar vestiário. Vende logo. Arruma boa grana. Tá provado que uma dupla Fred e Guilherme seria muito melhor. Na decisão não jogou nada. Teve mérito em dois jogos, contra o SP e Grêmio na Libertadores. Custo benefício?