quinta-feira, 18 de março de 2010

Coluna de O TEMPO de 19.03

DE OLHO NELES

A Copa do Mundo está logo ali e as bolsas de apostas indicam como favoritos Brasil e Espanha. A Espanha conquistou a última edição da Eurocopa e tem uma geração fantástica. Recheada de jogadores técnicos, talentosos e decisivos. O meio de campo é o grande destaque do time. Na Eurocopa os astros Xabi Alonso e Fábregas ficaram no banco em vários jogos e ainda assim o time brilhou. A dúvida é se a geração brilhante tem força para se manter no topo. A última vitória contra a França, em Paris, mostrou que a Fúria é forte e preparada para pressões. Na lista dos favoritos também está a nossa seleção, entretanto, nós sabemos que Kaká não vive seus melhores momentos e ele representa muito para o esquema de Dunga. Uma seleção tem sido esquecida de todas as listas, no entanto, o esquecimento é mais uma arma deles. Outra arma é a falta de experiência e as confusões do treinador, mas a principal arma deles é a Pulga. Lionel Messi é a Pulga. O fabuloso jogador do Barcelona vive um momento especial e é o melhor jogador do mundo. Se Maradona apronta confusões é importante destacar que para os argentinos ele é um ídolo e os jogadores podem se unir em torno dele.

Libertadores- A derrapada contra o Deportivo Itália tornou a trajetória um pouco mais complicada, no entanto, o Cruzeiro tem tudo para se classificar para a próxima fase. O que precisa é de jogar bem, vencer em casa e não perder em Santiago. Até a expulsão de Kleber não pode ser tão lamentada. É melhor perder o atacante contra os venezuelanos e contar com ele na reta final.

Chapecó- A derrota do Atlético quebrou um ritmo de vitórias e aumentou uma data no calendário alvinegro. O time não jogou um grande futebol e errou muito nas finalizações. É normal, especialmente pensando que o adversário jogava a vida. No Mineirão, o esperado é uma vítória e a classificação para encarar Paraná ou Sport. Caso o Galo vença seus adversários a tabela pode reservar um emocionante encontro com Neymar e cia.

Força- A Inter de Milão bateu o emergente Chelsea duas vezes pela LIga dos Campeões da Europa. Mais que a vitória e a classificação, os jogos mostraram um duelo que vai se repetir na Copa: Lúcio x Drogba. E deu Lúcio! É óbvio que o marfinense é um senhor atacante, no entanto, Lúcio foi muito eficiente e a bola que passou dele nçao passou de Júlio César. Antes da Copa já ganhamos as duas primeiras.

Um comentário:

Igor sausmikat disse...

O Cruzeiro tropeçar pra fraca África do Sul sendo que a África do Sul até deu aperto no Cruzeiro,é sinceramente pra chegar numa conclusão de que estão se igualando com relação a bola de Corinthians e SP,concorda?
E se não é o Adílson Batista e seus milagres o Cruzeiro não passaria de fase e só pagaria mico!
já o Galo conseguiu se perder lá em Chapecó,claro que a partida não era fácil por lá,mas se perdeu demais e conseguiu perder pra time treinado por um confuso técnico(vide Coritiba e Náutico)Guilherme Macúglia.
E na Champions,tem que se destacar também o brilho do José Mourinho,pois na hora decisiva e ele conhecia o Chelsea como ninguém e anularam o Drogba super bem.Aliás se o Lúcio fez isso uma vez,porque na Copa ele não pode fazer isso de novo hein?
abraço Marra!
Igor
meu blog de esportes e todos estão convidados: http://igoresportes.blogspot.com/