quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Furacão Luxa, Cruzeiro, Ronaldo, Felipão e FIFA - Coluna de O TEMPO

A coluna de O TEMPO de 29/10 está aqui.
O péssimo trabalho de Vanderley Luxemburgo no Galo ainda é tema da coluna.
Os últimos resultados do Cruzeiro também são abordados.
Dois personagens de muito sucesso também foram temas da coluna.
Ronaldo e sua uncrível facilidade para jogar bola e para ganhar peso e Felipão e sua falta de educação.
Para terminar o escândalo da venda de votos para escolha da sede da Copa de 2018.
Comente, opine.



Depois da tempestade...
O furacão Luxemburgo já passou e devastou a vida do Galo em 2010.
Foram muitos os estragos e o comprometimento não se deu apenas na tabela de classificação.
Talvez o maior erro dele foi não ter pensado com a cabeça do clube e tentar engrandecer o mito que se transformou. Entretanto, o tal mito perdeu mais uma oportunidade de ouro de ser reconhecido como descobridor de talentos.
No Santos, o atual treinador do Flamengo, não aproveitou a oportunidade de lançar Ganso e Neymar e no Galo ele fez pior. Insistiu e torrou o dinheiro alheio com investimento em goleiros pra lá de ultrapassados e fez Renan Ribeiro observar as falhas de seus companheiros. O pior era ouvir o discurso de que ele tinha uma visão superior de futebol e por isso seria um gerente no Galo.
Como treinador foi um fracasso e como gerente pior ainda. Um gerente que deixa de valorizar um jovem goleiro e contrata Marcelo e Fábio Costa não mostra aptidão para a função. Luxa foi um furacão, uma tormenta que arrasou a vida do Atlético.
A opção por Dorival Júnior acalmou a tempestade e resgatou a auto-estima do grupo. Dorival ainda não é o gênio que fez o impossível no time, no entanto, com serenidade e sem espalhafatos, ele uniu o grupo em torno de um ideal e tem colhido frutos.

Cruzeiro- A sequência de derrotas não afastou o Cruzeiro da disputa pelo título, mas serviu para ligar o alerta de que não dá mais para perder pontos.
O Grêmio Prudente é um adversário no mínimo estranho. Perde, perde e na hora em que mais uma derrota parece inevitável, ele consegue vencer na Vila Belmiro. Todo cuidado é pouco, mas a vitória é essencial.

Felipão- O que leva um senhor de idade, realizado financeiramente e profissionalmente a agir com tanta rispidez como Felipão agiu em Sete Lagoas?
Como pode um profissional tratar outro profissional com tanto desdém e arrogância? Parece até que o técnico do Palmeiras está insatisfeito com o salário milionário que recebe. Que papelão, Felipão!

Fenômeno- Ronaldo marcou apenas o seu terceiro gol no Campeonato Brasileiro, mas é impressionante o tanto que ele ainda incomoda os zagueiros adversários.
É uma pena que ele tenha se descuidado do lado profissional e tenha se tornado um jogador tão acima do peso. Ronaldo ainda poderia ser um jogador de nível internacional. Técnica e talento ele tem de sobra.

Fifa- Escândalo após escândalo a FIFA vai se sustentando no noticiário internacional.
O último episódio beira o ridículo e mostra o tanto que as coisas são feitas à luz do dia.
A famosa entidade máxima do futebol teve dois de seus membros com direito a voto vendendo a escolha da sede do Mundial de 2018. Que vergonha!

2 comentários:

Vinicius disse...

Caríssimo amigo Mario Marra , estamos com saudade de você aqui em BH. Aqueles papos de futebol , aquelas lembranças dos tempos idos do futebol mineiro. Penso sempre nas suas opiniões com muito saber e com olho de quem sabe ver o futebol. Fico feliz de ver o amigo triunfar em um ambiente repleto de craques da palavra. Podes crer que você é um deles. Saúde e paz para você e todos os seus.Quando vier por aqui de ar da graça, apareça para um papo com os velhos amigos.

vinicius jeunon

Andre disse...

Parabéns pela coluna. Concordo com tudo. O Luxemburgo realmente tem sido um furacão que devasta tudo por onde passa. É só lembrar os times anteriores onde ele trabalhou. Cada clube que passa é uma porta fechada. Segue o mesmo caminho de Leão e outros treinadores cuja arrogância e prepotência superaram a sua capacidade de trabalho.