quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Ideia fraca

Da época da adolescência guardo muitas lembranças. Algumas agradáveis e outras nem tanto. Várias das boas ainda me perseguem e muitas vezes fico rindo de situações antigas. Um amigo justificava qualquer coisa com uma frase que não esclarecia nada e estimulava todos a mudarem o assunto: "Ideia fraca". Tudo o que acontecia de errado era "justificado" com aquela frase: "ideia fraca". Se alguém fazia algo errado ele tinha ideia fraca, a polícia fazia algo errado porque tinha ideia fraca, o governo, etc. No Maracanã o Atlético mostrou que, às vezes, tem "ideia fraca". O que falar? O time parecia não querer o jogo. Enrolando com a bola, esperando o tempo acabar, ou até, sofrer um gol. De ideia fraca em ideia fraca o Atlético conseguiu o que poucos conseguiram: perder para o Fluminense. Jogar fora de casa não pode valer como desculpa. Jogar contra quem luta por algo muito menos. Nas palavras do treinador senti um fiozinho de desesperança. Será que ele foi contaminado com a ideia fraca do time?

3 comentários:

Vladimir disse...

Brilhante! Principalmente quando diz sobre enrolar com a bola! Mas acho que isso é desenho do Roth, percebi no Correa uma decepção com a armação tática.

Blog do Marra disse...

Valeu, Vladimir!
Obrigado pela força.
O time parecia estar sem objetivo e o treinador não conseguia ( ou não tentava) interferir. Assim fica difícil.
Abraço,
Mário Marra

Marcelo Machado disse...

Concordo com a "ideia fraca", ms acho que faltou inteligência. Faltou explorar o desespero do Flu. O Galo entrou na correria. Pressa e rapidez são diferentes de contra-ataque em velocidade.

Abraço!

P.s: te mandei msg, viu? Pode reproduzir o post do Tardelli!